Uma oficina de ideias

Estacionamento na porta!

No último sábado, dia 21, como parte do Mão na Roda, o projeto de mecânica e discussão técnica comunitária da Associação de Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade), aconteceu a oficina especial Ideia Fixa. A reunião foi realizada no espaço Contraponto, onde toda quinta-feira acontecem os encontros da Mão na Roda. Do zero, os fixeiros Rafael Rodo e Daniel Haase montaram uma bicicleta fixa, dando explicações detalhadas e instruções técnicas a cada peça instalada.

O encontro contou ainda com uma palestra do fabricante de quadros Igor*, que explicou detalhes sobre as propriedades de cada material utilizado e especificações de tamanhos. Um verdadeiro curso de graça sobre montagem de bicicletas, organizado e realizado de maneira voluntária por gente apaixonada que tem como objetivo ver mais gente pedalando e se envolvendo com bicicletas na cidade.

Haase e Rodo apresentam as peças da fixa a ser montada.

As falas foram transmitidas ao vivo e estão disponíveis no arquivo de filmes da Ciclocidade e nos links abaixo (com algumas interrupções por falhas na transmissão). O material pode ajudar quem não conseguiu participar por estar em outra cidade, mas tem interesse em tentar montar uma bicicleta deste tipo:

Ideia Fixa parte 1, parte 2, parte 3, parte 4, parte 5, parte 6 (com fala do Igor), parte 7, parte 8, parte 9, parte 10

Haase apresenta mais uma peça enquanto Rodo ajusta a bike.

No final do encontro, aconteceu a exibição de filmes a cargo do também fixeiro Bruno Gola. Hipnotizante assistir às sequências de imagens de bike messengers de Nova Iorque, fixeiros subindo e descendo as colinas de São Francisco em uma velocidade impressionante, e imagens feitas pela galera em São Paulo. Produções feitas com uma qualidade absurda, com detalhes tão precisos que ficam nítidas gotas d´água espirradas por uma roda que passa.

A fixa pronta!

E quando se trata de bicicletas fixas, em que a estética de pedalar é apaixonante, este tipo de filme envolve, seduz. A precisão, as manobras, o envolvimento total com a bicicleta, tudo impressiona. Paixão por técnica é uma constante, as pessoas se apaixonam por detalhes, por construir, montar, desmontar. Quase uma obsessão. Tem gente que sente isso por armas ou por carros. Tem gente que sente isso por bicicletas.

Paixão por detalhes!

Só que, neste tipo de encontro, mais do que um curso técnico, acontece também uma oficina de ideias. Trata-se de uma troca paralela, meio informal até, incontrolável de sugestões e opiniões que vão desde como melhorar a cidade até a possibilidade de organizar campanhas de arrecadação de roupas para moradores de rua no frio; sem falar no intercâmbio de informações sobre passeios, encontros, caminhos, modelos de bicicletas, roupas, Massa Crítica, ciclismo profissional.

Sorte da cidade que tem oficinas de ideias. Fixas ou não.

Mais sobre o evento no Pscycle e fotos muito melhores do que a deste blog no Flickr do Gonzalo Cuéllar.

* Se alguém tiver o contato do Igor, favor deixar nos comentários para ajudar quem está buscando quadros especiais.

Anúncios

7 Responses to “Uma oficina de ideias”


  1. 1 CALENGA 24/05/2011 às 3:12 pm

    Ótima oficina e muito boa recepção.

    Aproveito para me desculpar em não ter ficado até o fim das demonstrações, e tb dizer que estes gestos são significantes para a ampliação do uso da bicicleta como meio de transporte. Iniciativa fundamental!

    Abs

  2. 2 Tom Bike 24/05/2011 às 3:55 pm

    Bem legal.

    Armas também! hehehe 😉 Máquinas em geral né? Principalmente as máquinas simples http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1quina_simples

  3. 5 Aline 24/05/2011 às 7:15 pm

    obrigada por me colocar na foto dos ‘detalhes’ kkkkk

  4. 6 DK 31/05/2011 às 6:48 pm

    Uma coisa eu no entendi: Se é a roda dianteira quem freia a bike, por que então a maioria das fixas que vejo por aí não possuem freio dianteiro?

    Apenas travando o pedal, não seria o tempo de frenagem muito longo, inviabilizando o uso dessas bikes no trânsito, junto aos carros?

    Como é isso?

  5. 7 Pscycle Community 02/06/2011 às 10:52 am

    A filosifia de se pedalar uma fixa sem freio, é justamente pedalar diferente, pedalar mais tranquilo, olhando um pouco mais distante.
    Ao pedalar uma no dia dia, você vai se sentir mais ” agradecido” em todos sentidos, pois ela te devolve a força, a calma e a origem de pedalar.
    O freio da frente tem maior frenagem, mas numa fixa sem freio todo peso do corpo envolve a frenagem, alem disso existem técnicas de frenagem rápida ou emergencial somente com skids, dando pulos, ou literalmente “sambando ” com a bicicleta para ambos lados.
    Respeito quem não usa freios, pela filosofia e pelo minimalismo e beleza, mas acho ainda que um freio pelo menos é nescessário em São Paulo.
    O local onde você colocará o freio e a forma de frenagem , assim como a fixa, é uma escolha pessoal sua. Como dissemos, é uma especie de alfaiataria de bicicleta, que você ajusta a sua forma de pedalar.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 54 outros seguidores

maio 2011
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 3 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 3 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 3 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 3 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 3 years ago

%d blogueiros gostam disto: