As bicicletas do Irã

Isfahan, Irã

Ia escrever sobre mulheres e mobilidade no Irã, mas a observação do amigo João Lacerda nos comentários do último texto me animaram a mostrar que, sim, existem outras vias também no país. Compartilho abaixo fotos de bicicletas do Irã. São meios de transporte utilizados por trabalhadores que encaram um trânsito mais caótico e perigoso que o de São Paulo. Gente que trilha um caminho alternativo ao da poluição e do medo, deixando as ruas mais bonitas. A arquitetura islâmica é impressionante por si só, com seus arcos, mesquitas e minaretes; com bicicletas por perto, fica difícil não parar e ficar só olhando.

Arquitetura islâmica. Isfahan

Devido à poluição, é comum ver pessoas com máscaras. Isfahan

Bicicletas de um programa público de aluguel. Isfahan

Modelos chineses e essas bolsas laterais são comuns nas ruas do Irã. Isfahan

Ao fundo, mulher com o chador, manto negro. Isfahan

Ponte Allah Verdi Khan, Isfahan

Praça principal da cidade. Isfahan

Próximo à entrada de uma mesquita. Yazd

Cena típica nas ruas desertas da cidade. Yazd

Jovem brinca de fazer manobras em praça. Shiraz

No trânsito. Shiraz

Bicicletas Hafez (o nome é uma alusão a um dos principais poetas do país). Shiraz

Vendedor de balões. Shiraz

 

Ah, no próximo texto informações sobre trânsito e gênero no país. Aliás, não é por acaso que não tem nenhuma foto de mulheres pedalando. Mulher não pode andar de bicicleta no Irã. Mais em breve.

Anúncios

6 Responses to “As bicicletas do Irã”


  1. 1 felizcidadefeliz 07/04/2011 às 9:22 am

    Lindas fotos! Merecem uma exposição por aqui, hein?!!

    Abs,
    Evelyn

  2. 2 Gustavo Faleiros 07/04/2011 às 11:48 am

    Muito legal, Daniel. Um lado interessante de se olhar a cultura local
    abraços

  3. 3 Tom Bike 07/04/2011 às 1:31 pm

    Essas bolsas laterais = alforges 🙂

  4. 4 Carolina Pinheiro 09/04/2011 às 1:35 pm

    Oi, Daniel. Parabéns pelo ensaio. As fotos estão incríveis e o argumento merece aplausos. Vou compartilhar, divulgando a matéria no meu blog, ok? Beijos

  5. 6 Carolina Pinheiro 09/04/2011 às 2:47 pm

    Já está na página. Com certeza citei tudo. A partir de agora, que descobri o blog, vou acompanhar o Outras Vias. Muito bom o trabalho de vocês. Estou de mudança para São Paulo e em contato com o Guilherme. Quem sabe não acabamos trocando algumas boas informações? Se quiserem, visitem-me também em http://www.amacaca.wordpress.com Até a próxima!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 55 outros seguidores

abril 2011
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 3 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 3 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 3 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 3 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 3 years ago

%d blogueiros gostam disto: