Arquivo de 17 de fevereiro de 2011

Ônibus lotado em um dia de chuva

Ônibus lotado na Av. Sumaré. As luzes de fora são de carros travando o trânsito, a maioria com uma pessoa só dentro

São Paulo, mais uma vez, entrou em colapso ontem. Bastou uma chuva mais forte para metade da cidade alagar, semáforos travarem, o trânsito ficar maluco e, consequentemente, o sistema de transporte coletivo travar. Eu precisei pegar um ônibus ontem, estava sem bicicleta.

Após ouvir notícias de amigos de que a Zona Sul tinha virado um lago, de carros boiando na 23 de Maio, e um temporal na Zona Norte, esperei para sair. As 20h achei que dava e no ponto de ônibus encontrei a Kátia Mello, colega de trabalho querida que ia para o mesmo lugar que eu. Uma das vantagens de utilizar transporte público é encontrar amigos sem querer (veja outras 10).

Estava na Barra Funda e tinha duas opções, considerando os ônibus que passam próximos. A primeira era arriscar um trajeto cruzando Pacaembu ou Perdizes em direção a Doutor Arnaldo, para, depois descer a Cardeal Arcoverde, meu ponto final. A segunda era optar por um ônibus que passa em frente ao Terminal Barra Funda, segue pela Avenida Sumaré, e então desce a Cardeal. Escolhi esta última (escolhi nada, foi o ônibus que passou primeiro…).

Sufoco
Entramos no ônibus já relativamente cheio, conseguimos dois lugares no corredor e fomos conversando. Papo bom, os dois de ótimo humor e, de repente, a Kátia crispa o rosto em um olhar preocupado. Olhei para a janela e vi o ônibus encostando no terminal, bem ao lado de uma fila com mais ou menos a população da China.

Entre uma bolsa e duas cinturas, deu para continuar conversando com a Kátia

Começou a entrar gente, o espaço do corredor foi sumindo  e, quando vi, estava com o pescoço torto quase deitado para frente para conseguir ver uma fresta do rosto da Kátia e continuar papeando. Lá fora, um mar de luzes vermelhas indicava que o caminho ia demorar.

É difícil não sentir raiva com a injustiça, a violência e a estupidez da situação. Carros e mais carros vazios parados no caminho, a maioria apenas com o motorista, ocupando o espaço que permitiria que o ônibus seguisse sua rota. E o ônibus cheio de gente, com as janelas fechadas por conta da garoa, esquentando. Trânsito, demora, as pessoas esmagadas lá dentro, todo mundo triste ou cansado (volta no começo deste texto e repara na cara das pessoas).

Eu e a Kátia descemos no final da Sumaré e decidimos caminhar pela Cardeal, margeando a insanidade do trânsito de São Paulo. Andando, chegamos antes de todo mundo. Da próxima vez que chover, volto de bicicleta, nem que eu tenha que procurar uma boiando na enchente mais próxima.

Leia também: Preço do ônibus dispara em todo o País. Novas tarifas afetam inflação e tornam mais difícil vida dos passageiros, que reagem com protestos nas capitais. Reportagem em PDF no Googledocs -> página 1 e página 2


Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 55 outros seguidores

fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 2 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 2 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 2 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 2 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 2 years ago

%d blogueiros gostam disto: