Demanda reprimida

Passeio de bicicleta tranquilo na Ponte da Cidade Universitária domingo, uma semana antes da inauguração oficial da CicloFaixa. Foto: Willian Cruz (clique na imagem)

Mesmo sem inauguração oficial, o trecho novo de 10 km da CicloFaixa de Lazer de São Paulo começou a funcionar neste domingo, dia 16. A Prefeitura providenciou a pintura das faixas e sinalização indicando o espaço  reservado para circulação exclusiva de bicicletas a partir do dia 23. A nova CicloFaixa funcionará sempre aos domingos, das 7h às 14h, como nos demais trechos.

Tudo foi preparado para que a Prefeitura e a Bradesco Seguros, empresa que patrocina a iniciativa, pudessem entregar o novo trajeto como um presente para a cidade justamente no dia 23, domingo que antecede o aniversário de São Paulo. A capital faz 457 anos na terça-feira, dia 25. Só que ninguém quis esperar.

Mesmo sem cones, carros respeitaram a sinalização da CicloFaixa. Foto: Willian Cruz (clique na imagem)

Bastou a sinalização da futura CicloFaixa para centenas de pessoas ocuparem o espaço e pedalarem sem medo dos carros. Mesmo sem os cones e os fiscais normalmente contratados, os motoristas respeitaram a divisão e não invadiram o espaço.  O Willian Cruz, do blog Vádebike.org, registrou o momento como dá para ver nas fotos que ilustram esse texto.

Poder público
A demanda por outras vias de locomoção, por lazer e por qualidade de vida só aumenta em São Paulo. Os parques da cidade cada vez mais lotados em dias ensolarados são um sinal disso. O número de grupos de passeios de bicicleta crescente é outro.

Demanda existe. Grupo do Olavo Bikers. Foto: Daniel Santini

Deu para sentir isso claramente no domingo anterior ao da “invasão” da CicloFaixa, quando cruzei por acaso com o pessoal da Olavo Bikers justamente em um trecho onde seria pintada uma das novas CicloFaixas e decidi acompanhá-los. Conversando com os participantes, deu para ouvir sobre inúmeros grupos de pedais noturnos que todos os dias saem para girar por São Paulo. E deu para ouvir várias vezes frases do tipo: “eu bem que gostaria de ir para o trabalho pedalando”.

Até crianças participam dos passeios. Foto: Daniel Santini

A falta de rotas adequadas para bicicletas desencoraja muita gente. Medidas simples poderiam resolver a questão. Não é necessário separar e segregar com ciclovias todos os trajetos, o que custaria uma fortuna. Ciclovias são importante sim em avenidas em que os carros andam em alta velocidade. Mas este tipo de avenida deve ser exceção e não regra em cidades projetadas para pessoas. Indicar faixas compartilhadas, sinalizar e criar uma cultura de respeito no trânsito, onde o maior defende e protege o menor, são passos necessários no caminho rumo a um novo modelo de cidade.

Demanda para isso existe.

E, só para registro, é nesse contexto que o secretário de Transportes Metropolitanos Jurandir Fernandes primeiro ameaçou acabar com o aluguel de bicicletas na rede do Metrô de São Paulo e depois anunciou que o UseBike não será mantido (em entrevista à Rádio Bandeirantes).

Grupo em cruzamento com a Avenida Paulista. Foto: Daniel Santini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 54 outros seguidores

janeiro 2011
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 3 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 3 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 3 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 3 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 3 years ago

%d blogueiros gostam disto: