Paradoxo do Feriado (o que foi e os que virão)

Se há um assunto que é comum a todos os feriados é o trânsito. Quem tenta sair ou voltar para a cidade ao término dos dias de descanso enfrenta uma concentração de carros maluca. Algumas pessoas optam por não viajar, porque consideram menos estressante ficar na cidade e curti-la “vazia”. Outras são obrigadas a ficar para manter a urbe funcionando. De fato, bem menos carros circulam pelas ruas em feriados prolongados. Mas o “vazio” é um conceito muito relativo em uma cidade tão cheia quanto São Paulo. A CET estimou que mais de 1,5 milhão de carros deixaram a capital nesse último fim de semana, mas segundo o IBGE, a frota de automóveis registrados em São Paulo em 2009 era de quase 4,5 milhões.

Quem fica aproveita para ir com a família na casa da sogra, a algum shopping, a algum parque. Para quem faz esses deslocamentos de carro ou de bicicleta, realmente, a cidade fica bem melhor, livre de trânsito.

Já para quem precisa usar o transporte público…

Segundo a SPTrans, aos sábados, a frota de transporte coletivo na cidade é reduzida em 30% e, aos domingos e feriados, apenas 50% dos ônibus deixam as garagens. Mesmo havendo menos gente pelas ruas, essa redução significa demora e lotação.

Há alguns anos eu vi uma peça teatral em que um personagem provocava a plateia dizendo como era estranho chamarem de “úteis” os dias em que as pessoas eram obrigadas a fazer coisas predefinidas, como trabalhar e estudar. Afinal de contas, se são úteis as segundas e as quintas, o que são os sábados e os domingos?

Nos finais de semana e feriados, ao invés de serem incentivados ao lazer, à cultura, ao esporte e ao entretenimento, as pessoas que precisam trabalhar ou se deslocar grandes distâncias e dependem de ônibus e lotações têm que enfrentar longas esperas, o que acaba desmotivando a experimentação da cidade e alimentando o desejo de comprar um veículo para, enfim, poder ir e vir com algum conforto.

Para mim, fica evidente que o sistema de transporte tem o objetivo de garantir a chegada do trabalhador ao seu posto e não o acesso aos itens que garantem o pleno Direitoà Cidade. Funciona para transportar trabalhadores, não cidadãos.

Por Gisele Brito.

* O vídeo é de Christian Caselli.

 

 

Anúncios

2 Responses to “Paradoxo do Feriado (o que foi e os que virão)”


  1. 1 YASMIN 30/11/2010 às 7:13 pm

    OLHA SERIA BOM GUANDO NÓIS FOCEMOS VIAJAR TERMOS ÔNIBUS PUBLICOS DE QUALIDADE ONDE:
    1. NINGUEM PODE IR EM PÉ
    2. TER CADERINHA INFANTIL PARA TODAS AS CRIANÇAS
    3. TER LIMPEZA
    4. TER CINTO DE SEGURANÇA
    5. TER BANHEIRO
    6. SER MAIOR O TAMANHO DO ÔNIBUS
    7. NÃO TER TELEVISÃO
    8. TER MUSICAS NACIONAIS
    9. TER AR-CONDICIONADO
    10. SEGURANÇA
    11. CUSTAR BARATO APENAS 4,00R$ POR PESSOA
    12. CRIANÇA É FRANCO

    OBS: ISSO É PARA QUALQUER LUGAR DO PAIZ BAIRROS TAMBÉM

    AI USAR O CARRO SÓ PARA LAZER LEVAR A FAMÍLHA PARA PASSEAR
    QUANDO QUIZER ……
    (‘~’)ACOMODAÇÃO CHATA *-*FUM


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 55 outros seguidores

novembro 2010
S T Q Q S S D
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 3 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 3 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 3 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 3 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 3 years ago

%d blogueiros gostam disto: