Do tempo do Bonde 28

Seu Joaquim (deve-se dizer Juaquim) é um barbeiro português que há décadas atende fregueses fiéis em salão vizinho ao Cemitério São Paulo,  numa ruazinha quase escondida, encostada na tumultuada Rua Cardeal Arcoverde, na Vila Madalena. Trata-se de um senhor simpático que afia a navalha em uma tira de couro velha amarrada na cadeira, mantém um preço honesto e é saudado por todo mundo que passa na rua.

Veja foto de Lana Costa de seu Joaquim e
da cadeira de barbeiro do salão (se você nunca
fez barba em uma dessas, deveria tentar;
está entre os grandes prazeres da humanidade)

Seu Joaquim é do tempo que as ruas da Vila Madalena que ainda não haviam sido cobertas por paralelepípedos, eram de terra. É do tempo que o Bonde 28 subia da Rua Fradique Coutinho rumo à Praça Ramos pela Rua Teodoro Sampaio, que era duas mãos. É do tempo que o Bonde 29 saia do Largo de Pinheiros, também rumo ao Centro de São Paulo. Ia dependurado do lado de fora e vez ou outra, escapava do cobrador sem pagar passagem. Conta que eventualmente, alguém que ia pendurado caia, mas como era devagar, não acontecia nada grave.

Seu Joaquim é do tempo que os times do bairro eram o Leão do Morro, que treinava na Praça Pôr-do-Sol, o 1º de Maio, baseado onde hoje estão os prédios do BNH, e o 7 de Setembro, cujo campo ficava onde hoje é o Fórum de Pinheiros. Ele chegou a disputar partidas contra esses esquadrões do bairro defendendo o time do cemitério, cujo uniforme era todo preto e tinha uma caveira. Seu Joaquim é do tempo que cada bairro tinha um time e os campeonatos de várzea mobilizavam a cidade inteira. Uma época em que as pessoas viviam a cidade.

Seu Joaquim de vez em quando ia para praia de trem. Saia da Estação Pinheiros às 6h, chegava, tomava um banho de mar, almoçava e voltava de noite. Sem pedágio, sem trânsito, sem colocar em risco a vida de ninguém por ter tomado uma cerveja a mais, sem desespero.

Anúncios

11 Responses to “Do tempo do Bonde 28”


  1. 5 matiasmm 21/10/2010 às 10:44 pm

    quero pegar esse bonde ai dia desses!

  2. 7 João Lacerda 27/11/2010 às 8:25 pm

    Santini,

    Obrigado por esse post. Por conta dele fui hoje no seu Joaquim. Fez parte da aventura inclusive procurar onde era. Perguntei ao vendedor de caixão na porta do cemitério e ele já me apontou a direção. Na esquina da Horácio Lane perguntei de novo e achei.

    Fui transportado ao passado pela conversa, o ambiente e pela navalha. Essa de verdade que meu rosto não conhecia.

    • 8 Daniel Santini 23/12/2010 às 2:27 pm

      Fantástico, meu bom! Fiquei contente com seu e-mail e em poder dividir esse prazer contigo. Desde que descobri a navalha, passo regularmente no barbeiro. Quando sentarmos juntos, te conto da experiência de fazer a barba em Napoli, com dois velhinhos que falavam napolitano e não italiano.

      Abração,

      Santini

  3. 9 Sérgio Folgueiras 27/06/2014 às 1:16 pm

    Quais eram os nomes das linhas dos bondes 13 e 14, Santini ?
    Lembro-me muito do 28,29, 3(Avenida), 36(Av.Angélica), 20 (Fábrica) ,7(penha), 101 e 103, 66(São Judas) 49 e 55.
    Abraços e obrigado pelas suas informações.
    Sérgio

  4. 11 Sérgio Filgueiras 27/06/2014 às 6:18 pm

    As informações abaixo foram transcritas tais quais estão no Guia de S. Paulo de 1948. veja o site : http://www.muitobem.tv/2008/07/bondes-de-so-paulo-em-1948.html

    1 – JARAGUÁ

    2 – CELSO GARCIA (*)

    3 – AVENIDA

    4 – IPIRANGA

    5 – BELA VISTA

    6 – PENHA

    7 – PENHA

    8 – MOÓCA

    9 – DUQUE DE CAXIAS

    10 – MOÓCA (VIA RANGEL PESTANA)

    11 – BRESSER

    12 – TAQUARI (*)

    13 – BARRA FUNDA

    14 – VILA BUARQUE

    15 – FLORÊNCIO DE ABREU (*)

    16 – CATUMBI (*)

    17 – POMPÉIA (*)

    18 – S. CAETANO

    19 – PERDIZES

    20 – FÁBRICA

    21 – HELIÓPOLIS

    22 – CAMBUCI

    23 – DOMINGOS DE MORAIS

    24 – BELÉM

    25 – PRAÇA OSWALDO CRUZ (*)

    26 – SÃO JORGE (*)

    27 – VILA MARIANA

    28 – FRADIQUE COUTINHO (*)

    29 – PINHEIROS

    30 – BOSQUE DA SAÚDE

    31 – PRAÇA TEODORO DE CARVALHO

    32 – VILA PRUDENTE

    33 – SOROCABANA (*)

    34 – VILA MARIA

    35 – LAPA

    36 – ANGÉLICA

    37 – ANASTÁCIO

    38 – PONTE GRANDE

    40 – JARDIM PAULISTA

    41 – ÁLVARO RAMOS

    42 – OLAVO EGÍDIO

    43 – SANTANA

    44 – JARDIM PAULISTANO

    45 – JARDIM EUROPA

    46 – JULIO CONCEIÇÃO (*)

    47 – VILA CLEMENTINO

    48 – INDEPENDÊNCIA (*)

    49 – CANINDÉ

    50 – TAQUARI (*)

    51 – RUBINO DE OLIVEIRA (*)

    52 – BUENOS AIRES

    53 – ORIENTE

    54 – INHAUMA (*)

    55 – CASA VERDE

    56 – AV. DR. ARNALDO (*)

    57 – SILVA BUENO (*)

    58 – CANTAREIRA (*)

    59 – BOM PASTOR (*)

    SANTO AMARO


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 54 outros seguidores

outubro 2010
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 3 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 3 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 3 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 3 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 3 years ago

%d blogueiros gostam disto: