10 motivos para usar transporte público

Dia 22 de setembro é o Dia Mundial Sem Carro. Que tal, antes mesmo desta data, em função da poluição agravada pelo tempo seco dos últimos dias, tentar deixar o seu na garagem e ir para o trabalho de ônibus, metrô ou trem? Está tão difícil respirar em São Paulo que diminuir o número de carros nas ruas virou questão de saúde pública. Melhor do que esperar decretarem a ampliação do rodízio, seria a gente começar a reduzir as emissões sem esperar ninguém forçar nada, não?

10 motivos para usar transporte público

1 – Impacto ambiental menor. Em vez de cada um utilizar o seu motor e uma tonelada de aço, plástico e ferro para se locomover, melhor adotar um motor só e uma estrutura planejada para otimizar energia, não? Sem falar que no espaço três carros ocupam cabe um ônibus com capacidade para 50 pessoas – ou seja, a chance de a cidade travar com motores ligados e gente aborrecida em congestionamentos diminui.

Carrodependência tem cura. Foto: apocalipse motorizado (clique na imagem)

2 – Dependendo da distância e da situação, dá para economizar uma boa grana. É um cálculo difícil de fazer já que o uso do carro implica em custos que vão além do combustível. Não falo só de estacionamento ou seguro, mas também taxas de licenciamento, desvalorização brutal em pouquíssimos anos, problemas mecânicos, etc. Se livrar do automóvel (ou de um dos automóveis da casa no caso de famílias) pode representar uma economia importante.

3 – Dá para incorporar caminhadas no seu trajeto. Já pensou, em vez de sair desesperado do trabalho e acelerar até a academia, fazer parte do caminho a pé. É uma das maneiras mais eficientes de se manter em forma e saudável. E é de graça.

4 – Ao chegar, não é necessário se preocupar em estacionar nada.

5 – Sabe aquele tempo que está faltando para ler durante a semana? De sentar e, com calma, folhear um jornal ou abrir um livro bacana. Então, incorporar o transporte público na rotina que seja uma vez por semana, permite dedicar um tempo para leitura (lembrando que na biblioteca do OutrasVias tem várias dicas sobre mobilidade).

6 – Dirigir pode ser uma experiência bastante estressante, especialmente em longas distâncias ou congestionamentos. Em um coletivo, mesmo parado no trânsito, dá para sentar e relaxar.

7 – Segurança. É, se em um carro há a possibilidade de sequestros-relâmpagos e roubos, com armas apontadas e gente assustada, no ônibus a chance de uma abordagem deste tipo praticamente desaparece. É claro que andar em ruas vazias à noite também não pode não ser tão seguro assim, mas, e se as ruas não estiverem mais tão vazias e tiver mais gente caminhando? Deu para entender onde eu quero chegar, não?

8 – Ter a oportunidade de conhecer melhor a cidade em que você vive. De carro, não dá para saber, por exemplo, que acabou de começar a época de amoras em São Paulo e os pés estão cheios de frutas. Seja observando ruas, detalhes e pessoas pela janela, seja ouvindo outras pessoas conversando, é uma experiência bastante diferente do isolamento em uma bolha de vidro.

9 – Poder encontrar amigos e parar para conversar com eles. Ou, até melhor, fazer amigos novos.

10 – Poder se concentrar e tomar notas para escrever dez vantagens de andar de ônibus durante o trajeto para o trabalho.

Consulte linhas de ônibus, metrô e trem em São Paulo e veja mapas.

Anúncios

17 Responses to “10 motivos para usar transporte público”


  1. 1 valdinei calvento 01/09/2010 às 1:57 pm

    Ae!
    A Moóca tá entupida de amoras!
    Vim de bike hoje e passei embaixo de dois pés delas.

    😉

  2. 5 LUCIANO MAGNUS DE ARAÚJO 01/09/2010 às 5:32 pm

    CONCORDO PLENAMENTE, É PRECISO DEIXAR O CARRO DE LADO E PRESSIONAR POR POLÍTICAS PÚBLICAS DE TRANSPORTE COLETIVO. MAS ESSA TAMBÉM É UMA DEFINIÇÃO PESSOAL. DEIXE O CARRO EM CASA MAIS VEZES. É PRÁTICO TER CARRO, CLARO. CHEGA ANTES, MENOS TEMPO, TALVEZ. MAS VEJAM OS IMPACTOS A LONGO PRAZO. PRECISAMOS MOBILIZAR O COLETIVO CONSCIENTE DE SUAS RESPONSABILIDADES, SABEDORES DAS TRANSFORMAÇÕES NADA POSITIVAS QUE O MUNDO ESTÁ PASSANDO. VAMOS MUDAR ISSO!!!

    • 6 Daniel Santini 02/09/2010 às 8:03 pm

      Luciano, quanto a chegar antes, nem sempre essa premissa é verdadeira, especialmente em SP. Eu nem penso duas vezes em escolher o ônibus ao pegar uma avenida como a Rebouças, onde tem corredores exclusivos. Até nos fins de semana a parte dos carros tem travado. No mais, é isso aí. Santini

  3. 7 Leandro Sena 02/09/2010 às 11:54 am

    E os 10 motivos para o governo investir no transporte público??

    • 8 Daniel Santini 02/09/2010 às 8:05 pm

      Leandro, suspeito que haja bem mais de 10 motivos para o governo investir em transporte público. Qualquer dia, tentamos organizar uma listinha. Agradeço a sugestão.

  4. 9 Aldizio Filho 02/09/2010 às 2:31 pm

    Concordei com quase todos os motivos, porém a questão de segurança não concordo, nas grandes cidades são assaltos vários ônibus por dia, inclusive conheço gente que passou a andar de carro após ser assaltado em ônibus.

    • 10 Daniel Santini 02/09/2010 às 8:13 pm

      Poxa, Aldizio, eu conheço gente que trocou o carro pela bicicleta depois de uma tentativa de assalto com disparos. Mas também tenho amigas que deixaram de usar o metrô porque em um trecho de três quarteirões é perigoso para uma moça andar sozinha à noite. Acho que é questão de bom-senso avaliar cada caso, mas, em linhas gerais, tendo a me sentir mais ameaçado quando fico preso no trânsito em um “bem” que custa milhares de reais do que em ônibus e metrôs. Tendo a achar que as cidades serão mais seguras quando tiver mais gente caminhando ou passando de bicicleta nas ruas do que passando rapidamente em carros. O terceiro livro da Biblioteca (http://outrasvias.com.br/biblioteca/), Cidade de Muros, trata desta questão se estiver interessado em ler sobre o assunto.

      Obrigado pelo comentário. Um abraço.

  5. 11 kelle 02/09/2010 às 7:39 pm

    concordo que devemos deixar os carros de lado, mas para isso o governo deve investir mais nos transportes coletivos.Por exemplo aqui na minha cidade de Diamantina – MG, tinha muito tempo que a lotação avia parrado, motivo: calçamento das ruas, péssimo, mas graças a Deu que a cidade é pequena então dá para ir de um bairro a outro a pé, ou até de moto que apesae de ser poluente é menos ainda que um carro.
    Mas imagine essas grandes cidades. Realmente o governo tem que dar jeito nisso.
    Bjos kelle

    • 12 Daniel Santini 02/09/2010 às 8:15 pm

      Kelle,

      Eu vejo com alguma preocupação a explosão do número de motos nas pequenas e grandes cidades do país. Não tenho certeza nem se dá para gente dizer que elas poluem menos que carros. Vou me informar melhor e voltar ao assunto futuramente. Obrigado por descrever para gente como estão as coisas por aí. Saudações.

      Santini

  6. 13 LUCIANO MAGNUS DE ARAÚJO 18/10/2010 às 8:58 am

    Entendo, caro Santini, o problema de trânsito realmente possui suas nuânces e especificidades. Como vivo a realidade do Amapá, em especifico Macapá, aponto que aqui nos deparamos com muitos acidentes de motos e carros (o que exige uma sensível e constante educação para o trânsito), um contingente de carros que aumenta a cada mês para uma cidade cuja a malha viária revela graves problemas de desgaste e má qualidade. A tendência é em pouco tempo já termos gargalos em certos pontos da cidade de Macapá. Um desafio para o planejamento de trânsito. Nesse sentido ainda reforço a idéia de necessários investimentos em transporte público de qualidade. Vamos ver e participar das mudanças.

    • 14 Daniel Santini 28/10/2010 às 7:25 pm

      São os problemas recorrentes de toda cidade que aposta em transporte individual. É impressionante como os relatos são parecidos, seja em Macapá, seja em qualquer outra cidade do Brasil ou do exterior. Mas é isso, Luciano, mobilização e pressão por mudanças e valorização do transporte coletivo. Estamos juntos. Um abraço,

      Santini

  7. 15 Francesco Castellano 01/12/2015 às 2:22 pm

    Faltou um… mais dinheiro no bolso. Porque sem o carro você não precisa pagar IPVA, seguro, combustível, manutenção entre outros gastos necessários quando se tem um automóvel.


  1. 1 Carro: amigo do indivíduo, algoz da cidade | oecocidades Trackback em 22/09/2010 às 5:59 pm
  2. 2 Ônibus lotado em um dia de chuva « Outras Vias Trackback em 17/02/2011 às 10:25 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Os autores

Daniel Santini é jornalista, tem 31 anos e pedala uma bicicleta vermelha em São Paulo. Também colaboram no blog Gisele Brito e Thiago Benicchio.

Junte-se a 54 outros seguidores

setembro 2010
S T Q Q S S D
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Dica de leitura

compartilhe ideias

Quando uma cidade congestiona é preciso pensar alternativas de trânsito; discutir, dividir caminhos e dialogar. Ocupe este espaço.

Creative Commons License

outras vias no twitter

((o))eco no twitter

((o))ecocidades no twitter

  • Copa do Mundo das áreas protegidas: México. No campo da preservação da natureza os mexicanos jogam bonito. ow.ly/y7eYh 3 years ago
  • Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã. Com 1 vitória em Copas, também não vai bem se o assunto é áreas protegidas. ow.ly/y47GD 3 years ago
  • No centro das políticas ambientais brasileiras está o MMA. Entenda qual o seu papel. ow.ly/y47CM 3 years ago
  • Relatório indica lacunas no monitoramento de qualidade do ar. População tem pouca informação sobre emissões. ow.ly/xOLbG 3 years ago
  • Livro mostra como usar integralmente os alimentos e incentiva a redução do lixo orgânico residencial. ow.ly/xGVz6 3 years ago

%d blogueiros gostam disto: